Em defesa do Parque Natural Sintra-Cascais

segunda-feira, setembro 5

Rodízio - moradias e aparthotel sobre Áreas de Protecção e arribas instáveis...

Enquanto por cima da Praia Grande florescem as polémicas moradias ministeriais, por trás do Parque de Campismo, floresce uma Área Urbana de Génese Ilegal com diversas moradias já cosntruídas e um aparthotel (Quinta da Vigia) instalado sobre uma arriba instável, entre a Praia Pequena e a Praia das Maçãs.

O POOC (Plano de Ordenamento da Orla Costeira) terá vindo reforçar a interdição à construção que já não era permitida pelo Plano de Ordenamento do PNSC (de 1994) e a Reserva Ecológica Nacional;

Falta contudo vontade política para fazer cumprir a lei e apurar responsabilidades de quem, ao longo dos últimos anos, tem insistentemente fechado os olhos.

Quinta da Vigia: 11 apartamentos turísticos , Piscina, Bar, lavandaria e outros;

A obra foi construida ilegalmente. O PNSC levantou um auto de notícia pela construção ilegal dos muros. Desconhece-se eventual intervenção da Fiscalização Municipal (Sintra) mas não foram embargadas e demolidas as obras, apesar das denúncias recorrentes.
Em 6.1999 a Câmara Municipal de Sintra abriu um processo com vista à legalização das construções (informação obtida em 2.2005, à data do inquérito às construções ilegais no PNSC pelo ICN).